Bem Vindo...
Escrito por Administrator   
08-Nov-2008

Bem vindos ao site da Freguesia de Maçãs de Dª Maria, um veículo de informação que pretende acima de tudo, servir os Maçanenses, mas também dar a conhecer a nossa Freguesia a todos quantos possam estar interessados em descobrir aquilo que de melhor temos para oferecer. Situada no cume da Serra de Santa Helena, na margem direita da Ribeira d`Alge, no concelho de Alvaiázere, distrito de Leiria, a Freguesia de Maçãs de Dª Maria é composta pelas aldeias/lugares de: Alqueidão, Amieiras, Barqueiro, Barro Branco, Cabaços, Cabeças, Cabreira, Calçada, Campino, Caneiro, Carvalhal, Casais, Casal Agostinho Alves, Casal de São Neutel, Casal Novo, Casal dos Serralheiros, Charneca, Conhal, Cumeada, Faísca, Ferrarias, Fonte Galega, Lagos, Landeira, Matos, Melgás, Nexebra, Outeiro, Palheiros, Pardinheira, Porto São Simão, Redouças, Relvas, Ribeira Velha, Salada Verde, Sapateira, Serra do Alqueidão, Serrabina, Soutinho, Tapada, Tojeira, Vale do Paio, Vele Mendo, Vale Senhor, Vale de Tábuas, Várzea dos Amarelos, Vendas de Maria, Vila, Vinha Grande. Circundada por serranias e inserida numa zona eminentemente rural, em que a floresta e a agricultura constituíam há uns anos atrás os únicos recursos económicos da região.Viu a sua população emigrar para outras regiões do país em busca de meios de subsistência, Alentejo, Ribatejo e Estremadura, onde executavam tarefas nas ceifas, vindima, apanha da azeitona e poda das oliveiras, o que implicitamente exerceu certa influência na sua cultura. Porém, sem virar costas ao passado, há que trabalhar no presente com os olhos postos num futuro melhor. E por isso, nesta Freguesia como em qualquer parte do mundo, temos que encarar a juventude como sinónimo de irreverência e inquietude, mas também como sinónimo de futuro, esperança e prosperidade. Tendo esta convicção sempre bem presente, a Freguesia de Maçãs de Dª Maria não se cansa de desenvolver esforços, no sentido de criar infra-estreturas e condições para que cada vez mais jovens desejem visitar estas terras, bem como fixarem-se nelas. E, fazemo-lo na certeza de que a nossa aposta na juventude é acertada e jamais será defraudada. Por fim, não podemos deixar de destacar a incontornável beleza desta região, onde o verde da vegetação se mistura com os tons da terra. Pelo meio, o correr das águas cristalinas das nossas ribeiras, confundindo-se com as melodias cantadas pelo pássaros, remetendo-nos para outros tempos. 

 

Actualizado em ( 16-Jan-2009 )